Turismo Religioso

O Turismo religioso, tem como motivação fundamental a fé. Está  profundamente  ligado ao calendário e acontecimentos religiosos das localidades receptoras dos fluxos turísticos. É comum chamar-se peregrinação cada viagem de turismo religioso.
A busca espiritual e a prática religiosa,  não se restringe às quatros paredes de igrejas, templos e santuários e aquece o setor que a cada ano ganha novos adeptos e novos destinos, o que contribui para o incremento da economia de pequenos municípios, localizados em sua maioria no interior do Brasil.
O aumento da renda dos brasileiros, do trabalho formal e do acesso ao crédito tem sido essencial para que essa tendência de expansão do segmento de turismo religioso se mantenha.
A seguir os principais destinos no Brasil:
Aparecida do Norte:   
Os números no maior santuário mariano do mundo surpreendem até os mais céticos. A área total desse complexo católico, localizado entre São Paulo e o Rio, é de 400 mil metros quadrados e já chegou a receber 231 mil visitantes em um único dia. No local, uma homenagem à padroeira do Brasil, o visitante encontra uma excelente estrutura com diversas salas dedicadas a passagens religiosas; um shopping com 684 lojas; e áreas de entretenimento, como parque de diversão e aquário.

Nova Trento:

Essa pequena cidade a 75 quilômetros de Florianópolis tem como principal atrativo turístico e religioso o Santuário de Madre Paulina, santa canonizada em 2002. Inaugurado em 2006, o santuário une religião e ecoturismo em uma área natural com trilhas, cascatas, lagoas e jardins. 


Fazenda Nova (Nova Jerusalém):

Há mais de 40 anos, a cidade-teatro Nova Jerusalém conta a história dos últimos dias de Jesus com encenações que duram oito dias e envolvem quase mil profissionais entre atores e equipe técnica no maior teatro a céu aberto do mundo. A área de 100 mil metros quadrados, a 180 quilômetros de Recife localiza-se em uma paisagem árida do sertão nordestino que remete à distante Judéia. 

Belém:

A capital paraense é palco de uma das maiores procissões do mundo, o Círio de Nazaré. O encontro religioso, que ocorre no segundo domingo de outubro, é uma homenagem à mãe de Jesus e atrai mais de 2 milhões de romeiros que acompanham a imagem da Virgem de Nazaré no trecho de 3,6 quilômetros entre a Catedral Metropolitana da cidade e a Praça Santuário de Nazaré. A corda do Círio, o simbólico elo entre os fiéis e a Santa, é a ‘atração’ mais disputada da caminhada.




Juazeiro do Norte:

No Vale do Cariri, uma extensa área que engloba o Ceará, a Paraíba e o Pernambuco, encontra-se esse centro religioso que guarda a imagem de um dos principais mitos para o povo nordestino: padre Cícero, mais conhecido como ‘padim ciço”. Localizado a quase 600 quilômetros de Fortaleza, Juazeiro do Norte recebe fiéis, a partir de 30 de outubro, que saem em romarias que duram quatro dias. 


Bom Jesus da Lapa:
As principais romarias ao Santuário do Bom Jesus da Lapa estão programadas, geralmente, para acontecer a partir do mês de julho, mas essa cidade baiana a 777 quilômetros de Salvador recebe fiéis durante todo o ano. Grutas para oração e a Sala dos Milagres são os destaques desse local sagrado com mais de 300 anos de história.


Salvador:

Na cidade das 365 igrejas católicas, o que predomina é a cultura negra do candomblé. O sincretismo religioso da capital baiana se materializa em festas tradicionais como a Lavagem do Bonfim e a Festa de Iemanjá, na Praia do Rio Vermelho. 


Pirapora do Bom Jesus:

Essa cidade localizada a apenas 54 quilômetros da Capital Paulista conta com um extenso calendário de romarias durante 11 meses por ano, uma vez que recebe a visita de romeiros de várias cidades da região do Médio-Tietê. Mas a atração mais esperada são os tapetes coloridos que enfeitam as ruas do centro histórico durante as comemorações de Corpus Christi.


Cidades Históricas Mineiras:

A Estrada Real, a principal via de acesso, desde o século 17, entre Ouro Preto e o litoral, cruza cidades mineiras ricas em detalhes históricos. De Ouro Preto a Tiradentes, passando por Mariana e São João Del Rey, o turista ‘fiel’ encontra construções religiosas barrocas e casarões coloniais.



Paranaguá:

A parada final do trem que sai de Curitiba é a cidade que sedia o Santuário de Nossa Senhora do Rocio e vem investindo para receber fiéis não apenas no período da Festa do Rocío, em novembro.  bosque.




Dá pra conhecer um por ano, depende do tempo livre de cada um. São lugares lindíssimos e acredite, a gente sente uma paz imensa.

Boa viagem!
Essa matéria foi vinculada no Jornal Tema de Setembro – página 04.
Selma Cabral
0 0 vote
Avalie este artigo!
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x