Turismo Receptivo: parte II: O que o turista quer encontrar ?

Quando escolhemos (turista) um local para visitar, sempre pesquisamos o que ele possui para ser atrativo. Ou pelo menos, esperamos encontrar algo que nos desperte o interesse em conhecer determinado lugar.
A escolha de um destino turístico não depende somente das atrações oferecidas, mas também da infra-estrutura disponível para atender o turista durante a sua estadia, como: abastecimento de água; energia elétrica; postos de saúde; segurança pública.
Portanto, antes de optar por um destino, o turista analisa:
·         Os atrativos – que correspondem aos principais elementos que motivam o fluxo turístico para um local. São os atributos naturais, os culturais e os eventos programados;
·         As facilidades – também chamadas de infra-estrutura turística, que permitem a permanência do turista na localidade visitada. Mesmo que geralmente não sejam as principais responsáveis pela escolha de uma destinação, estes serviços facilitam o alojamento, alimentação é o entretenimento do turista. Muitas vezes a boa infra-estrutura para o turismo possibilita que o turista permaneça por mais tempo em uma localidade.
·         O acesso – que são as vias e os meios de transportes disponíveis que possibilitam a locomoção do turista até o local desejado e dentro das localidades.
Os atrativos turísticos podem ser:
·         Naturais: são paisagens naturais, selecionadas por seus valores qualitativos para o turismo, como montanhas, rios, praias, lagoas, grutas, etc.
·         Culturais: são divididos em:
Históricos: museus, castelos, ruínas, e igrejas;
Culturais: exposições, teatros;
Folclóricos: artesanato, música, dança;
Serviços: gastronomia, parques (temáticos), casas noturnas, danceterias, cinemas, etc.
·         Equipamentos turísticos:
Centros de convenções;
Terminal turístico;
Teatros;
Plataforma de pesca, etc.
De uma maneira bem simples, turismo receptivo é como se fossemos receber visitas em nossa casa: a gente faz compras, limpa e organiza os quartos de hóspedes, prepara roupa de cama e banho, e faz o possível para deixar todos bem à vontade não é?
Com o turismo é a mesma coisa, só que para uma cidade inteira e para os visitantes. 
Selma Cabral
0 0 vote
Avalie este artigo!
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x