Turismo Ferroviário esquecido no país?

O Turismo ferroviário já teve seu auge, mas durante muito tempo ficou esquecido em nosso país, e a região da Costa da Mata Atlântica acabou perdendo um dos seus atrativos que era o passeio até Paranapiacaba, aliás, uma delícia. A verdade é que não está tão esquecido assim, existe uma movimentação grande para que eles voltem a ter o seu glamour e o charme do passado, e ainda existem vários passeios turísticos pelo Brasil a fora.

Pessoalmente adoro passeios de trem, principalmente por uma viagem que me marcou muito, quando minha família veio do Interior de São Paulo para Santos, e tinha uns sete anos e o que me chamou a atenção foi o vagão restaurante, eu achava o máximo comer vendo as belas paisagens do caminho, mas isso foi há algum tempo e essa imagem nunca me saiu da memória, e acho que passeios de trem sempre são assim: chama atenção das crianças e de adultos que já viajaram e que tem saudades de alguma fase da vida em que o trem era o passeio favorito, e lembram com certo saudosismo.

O turismo ferroviário também traz inúmeros benefícios para as regiões que ainda fazem passeios, geralmente cidades pequenas, que ampliam seu desenvolvimento, principalmente o econômico, através desse tipo de turismo. 
Mas temos boas notícias para o setor, desde 2010, o Ministério do Turismo coordena um Grupo de Trabalho de Turismo Ferroviário que tem como missão desenvolver políticas de fomento ao turismo ferroviário no país. Para este ano, a prioridade é definir os projetos de trens que serão implementados nos próximos meses – há mais de 50 propostas de prefeituras e entidades privadas em análise. A expectativa do Ministério do Turismo é colocar novos trens nos trilhos este ano, aumentando a oferta de atrativos turísticos nas diversas regiões do País. 

E claro que com foco na Copa do Mundo e Olimpíadas no Rio de Janeiro é esperado cerca de 600 mil turistas estrangeiros só durante a Copa do Mundo 2014, e outros 300 mil brasileiros vão circular pelas cidades-sede no período dos jogos. Atento a tudo isso, empresários do setor e do governo corre atrás das oportunidades para impulsionar o segmento, aumentar o número de trens em circulação e modernizar as operações atuais.

E para quem gosta de passear de trem, vamos ficar na torcida para que todas essas expectativas saiam do papel e se tornem realidade.
Vamos ver alguns passeios de trem espalhados pelo Brasil, eu já tive oportunidade de realizar alguns, mas pretendo fazer muitos outros:
O Brasil tem hoje 32 trens turísticos em operação, espalhados por 11 estados das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste.

Trem do Corcovado, no Rio de Janeiro, está entre os mais populares, recebe anualmente mais de um milhão de passageiros.
Em São Paulo, a Estrada de Ferro Campos do Jordão leva o viajante a um romântico passeio entre as cidades de Campos do Jordão e Santo Antônio, num trajeto de 2h30 – que percorre a Serra da Mantiqueira, com paradas como a do Aldo do Legado, o ponto ferroviário mais alto do Brasil, com 1.743m de altitude. Aliás, belíssimo.

No Paraná, o Trem de Luxo, reconstitui o glamour e charme da época de ouro das viagens de trem, unindo decoração temática e belas paisagens.
Em Minas Gerais, os turistas conhecem um pouco da história, cultura e arte, a bordo da famosa e charmosa Maria Fumaça. O trecho entre São João Del Rei e Tiradentes, realizado com guia, passa por diversos pontos turísticos, como a Serra de São José, conhecida também como Serra de Tiradentes, pela Mata Atlântica, Fazenda Centenária e Rio das Mortes. A rota Belo Horizonte a Vitória, no Espírito Santo, é também uma opção diferente e divertida de viajar.

Na região Sul, um mergulho pela tradição gaúcha é o que promete o passeio na Maria Fumaça, que liga as regiões de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa. A locomotiva realiza shows e apresentações de teatro durante o percurso.
Saindo do Sul para o Nordeste, há 22 anos o Trem do Forró agita os turistas durante as festas juninas no percurso entre Recife e Caruaru. Em cada um dos 10 vagões, um grupo diferente de forro pé-de-serra agita os viajantes, durante trajeto de cinco horas regado a muita dança. O trem chega a carregar mil pessoas a cada viagem.

Selma Cabral
Diretora do Blog Turismo & ideias
Consultora de Turismo & Eventos.

Matéria publicada no Jornal Tema / Dezembro 2012
Selma Cabral
0 0 vote
Avalie este artigo!
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x