Pirenópolis (GO) recebe o festival Slow Filme

Na próxima semana, a cidade goiana de Pirenópolis (140 km de Brasília) vai se entregar à íntima relação do homem com a comida.

Trata-se da 3ª edição do Slow Filme – Festival Internacional de Cinema e Alimentação, de 13 a 16 de setembro.

Na programação do antigo Cine Pireneus há curtas, longas, ficções e documentários de vários países, que prometem fazer o público rir e refletir em torno da comida.

O evento é inspirado na mostra italiana Slow Food on Film e tem raízes fortes no movimento internacional Slow Food, que valoriza as identidades culturais e a relação do homem com a terra.

Há estreias nas telas brasileiras, como o documentário “Mugaritz B.S.O.” (Espanha, 2011), em que mais de 40 músicos tentam transferir para a música a experiência do cardápio do Mugaritz, cotado em 2012 como o terceiro melhor restaurante do mundo.

Da Itália virão sete curtas, todos premiados pela Academia Barilla Film Award.

O destaque nacional é para “Estrada Real da Cachaça” (2009), que busca as origens da bebida no país e sua entrada na cultura brasileira.

O festival se distancia de outras mostras gastronômicas do país ao buscar identidades locais, tradições e a preocupação com o meio ambiente, afirma Sérgio Moriconi, curador do Slow Filme.

“Falamos de gastronomia, do alimento mas também, da falta dele. Nossa programação sempre visa apresentar como diferentes comunidades de diferentes países lidam com estas questões.”

Acompanham os filmes atividades paralelas, como visitas a uma feira de produtores locais e degustação de cachaças e pães.
Serviço:

Onde Cine Pireneus – Pirenópolis (GO), 140 km de Brasília e 130 km de Goiânia.
Quando de 13 a 16 de setembro
Entrada franca para os filmes, parte das atividades paralelas são pagas.

Fonte: Jornal folha de São Paulo.

Selma Cabral
0 0 vote
Avalie este artigo!
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x