Ocupação hoteleira em dias de jogos chega a 90%

Rio de Janeiro é a cidade-sede com maior demanda de quartos em dias de jogos. O Ministério do Turismo mapeou a oferta de hospedagem nas cidades-sede do torneio e estimulou os meios alternativos para o Mundial.

Encerrada a fase de grupos da Copa do Mundo, a ocupação hoteleira nas cidades-sedes dos jogos foi de cerca de 90% nos dias de jogos e na véspera. Os dados são do Fórum de Operadores Hoteleiros (FOHB) que mostram que o Rio de Janeiro, por exemplo, teve 92% de unidades habitacionais ocupadas no dia e na véspera da partida entre Argentina e Bósnia, e chegou a 95% no confronto entre Espanha e Chile. O Ministério do Turismo mapeou a oferta hospedagem nas cidades-sede do torneio e estimulou os meios alternativos durante o Mundial, como albergues e cama e café.

No período entre 11 e 18 de junho, que correspondeu aos primeiros jogos da fase de grupos da Copa do Mundo, a média geral de ocupação hoteleira nas 12 cidades-sedes, segundo a FOHB foi de 80% com os maiores índices ficando no Rio de Janeiro (92%) e Salvador (90%), além de Cuiabá com 88% e Recife com 87% e as menores médias com São Paulo e Curitiba que ficaram com 69%.

Segundo o ministro do Turismo, Vinicius Lages, a avaliação geral é de que a maioria dos turistas estrangeiros optaram por se hospedar em hotéis, albergues, pousadas e casa de amigos e parentes. “Pudemos observar também uma grande quantidade de torcedores sul-americanos, que vieram ao país de carro, como é o caso de chilenos e argentinos, e que usaram outras formas de hospedagem”, disse o ministro.

Ainda segundo informações preliminares repassadas ao MTur, em todas as cidades-sedes os turistas estrangeiros estão visitando atrativos turísticos e culturais e estão fazendo turismo adicional para conhecer outras localidades. Em Brasília, segundo dados da Secretaria de Turismo do GDF, cerca de três mil pessoas visitaram o Congresso Nacional, e sete mil passaram pela Catedral. Também a taxa de ocupação hoteleira saltou de 70% para quase 100% em dias de jogos na capital federal.

Em Foz do Iguaçu, pelo menos 18.708 estrangeiros estiveram na cidade para conhecer as belezas das Cataratas, entre 1º a 17 de junho. O destaque para 1.504 norte-americanos e 1.312 australianos, além de 1.303 colombianos, turistas que ficaram hospedados nos hotéis da região.

O FOHB é a associação que reúne as 26 principais redes hoteleiras atuantes no Brasil, com cerca de 600 hotéis em operação e 97 mil unidades habitacionais. No levantamento feito pela entidade no período de 11 a 18 de junho foram comercializadas 108 mil novas diárias em vésperas e dias de jogos nessa primeira semana de Copa do Mundo, o que representou 100 mil diárias a mais do que na última consulta divulgada em maio que eram de 350 mil. Com isso   foram comercializadas mais de 450 mil diárias em todas as cidades-sede. 

Assessoria de Comunicação Social – Ascom/MTur
e-mail: imprensa@turismo.gov.br
Selma Cabral
0 0 vote
Avalie este artigo!
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Scroll to top
0
Por favor, comente.x
()
x