Valdir Simão aponta diretrizes de trabalho para o que setor mantenha o crescimento registrado nos últimos anos.

Qualificar e certificar a mão de obra, os serviços e os destinos turísticos é um dos principais desafios a serem enfrentados para que o Brasil se posicione entre as principais economias de turismo do mundo. A afirmação é do secretário executivo do Ministério do Turismo, Valdir Simão, que participou   da plenária sobre desenvolvimento econômico no 54º Conotel – Congresso Nacional de Hotéis, evento que foi realizado em São Paulo. 

Simão destacou também a importância de se integrar as ações governamentais de promoção da marca Brasil. Ele deu um panorama dos entraves, desafios e oportunidades que se colocam no caminho do desenvolvimento sustentável da atividade turística no país. 

Apontou a crise internacional, que tem impacto na entrada de turistas internacionais e divisas no país, como um limitador. Mas reforçou a aposta no mercado interno, no aumento da oferta de crédito e nas recentes medidas de desoneração tributária como armas para manter os indicadores de crescimento do setor.

Ao falar das oportunidades, Valdir Simão apontou a realização dos grandes eventos esportivos para um salto de qualidade na infraestrutura dos destinos e na qualificação de mão de obra. “O volume de recursos que o governo está investindo em aeroportos, mobilidade urbana e em qualificação é inédito, o momento é de se criar condições para que tenhamos trabalhadores cada vez mais bem treinados e que façam carreira na atividade turística”, afirmou. 

O Ministério do Turismo, no seu papel de articulador, segundo o secretário executivo, está discutindo com outras áreas ações para atender as demandas do setor. A pasta está debatendo com o Ministério do Trabalho a formatação de programas de viagens voltados para o trabalhador. Com entidades civis, o MTur o tema é a customização de pacotes para o público da terceira idade, aproveitando a experiência “exitosa” do programa ´Viaja Mais Melhor Idade´. 

Na área econômica, além da continuidade da pauta da desoneração, novas ideias estão em discussão. Uma delas é implementar Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs) do setor de serviços, áreas delimitadas nas quais as empresas instaladas tenham toda a cadeia beneficiada com a redução de tributos. 

A Hotelaria Que Queremos Para o Brasil foi o tema do 54º Congresso Nacional de Hotéis (Contotel).  Valdir Simão participou do painel ´Brasil Como Ambiente Macroeconômico para Aceleração do Turismo´, juntamente com o diretor do Ministério da Indústria e do Comércio (MDIC), Maurício do Val, e o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Enrico Fermi. 

Fonte: http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/todas_noticias/20120727-3.html

Selma Cabral

Últimos posts por Selma Cabral (exibir todos)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *